Friday, May 9

Inferno #217: O surto.

Tenho fé que um dia enlouqueceremos todos. Somos loucos, somos todos loucos! Só assim se explica o ritmo a que vivemos - temos mesmo de estar loucos... É isto que sinto quando deito o meu corpo cansado e, depois de um sono insuficiente, acordo sentindo as pálpebras entontecidas, a fazer força para abrir, enquanto teimam em permanecer fechadas.

5 comments:

Tinta no Bolso said...

'Tenho fé que um dia enlouqueceremos todos.'

Isso não é inferno. É um sonho, um desejo. Na loucura é que haveria razão.

Vivemos num mundo que dizem racional e lógico, e no entanto não é tão fácil ver as aberrações que nos gritam aos olhos?
Se isto é ser ajuizado. Enlouqueçamos todos por favor.

Venho cá para (re)conhecer os meus infernos (masoquismos...) mas este não é um.

Francisca C. said...

Ainda não enlouquecemos, por isso lhe chamo inferno.

Tinta no Bolso said...

Ok, tens razão.

Houve uma altura em que pensei que ia conseguir, mas não, continuo atinado e já não me parece que vá mudar.

Pandora said...

olá!
acredito que já elouquecemos todos, caso contrário não suportaríamos todo esse inferno, esse abrir e fechar dos olhos, cansados e tontos de tanta coisa que vemos!

abraço

Francisca C. said...

Sim, vivemos com alguma loucura, se não, não dava...
* e obrigada pela visita