Tuesday, June 30

- Céu -

O fim, provavelmente, chegou.

Não sei se aqui voltarei algum dia; se calhar, volto já amanhã, se calhar volto daqui a uns meses, ou nunca mais...

Já não venho aqui com o entusiasmo com que vinha no início; tornei-me céptica em relação a mim mesma. Estou farta de cair num chão falso, porque não há ninguém que me ajude a levantar. Nunca houve. Ao mesmo tempo, preciso deste cepticismo, pois é a descrença total em mim que me impulsiona a fazer mais e melhor; mato-me periodicamente para renascer com força redobrada. Tudo é cíclico; não há coisas lineares.

Até um dia destes,

Francisca.

11 comments:

L said...

por coincidência, ontem dizia uma coisa parecida
que me matassem devagarinho de modo que ficasse vivo
assim tipo renascer.


Uma boa estadia no céu para ti.

Anonymous said...

Ohhhhh.....
Fico triste por saber que os Infernos chegaram ao fim... parece que é mesmo verdade que tudo um dia tem que acabar... Estes Infernos são todos lindos e há muitos que são mesmo espectaculares, tornei-me um adepto deles e venho aqui frequentemente ver quando há novos Invernos, hoje havia o Céu e nele um pouco de ti e dessa tua maneira de ser estranha e cativante; era a despedida.
Desejo que tudo te corra bem e se algum dia resolveres fazer outro blog ou qualquer outra coisa com a tua fabulosa escrita avisa aqui nos Infernos!!..

Até um dia,

Francisco

Francisca C. said...

L: obrigada, se entretanto te matarem, ofereço-te a minha companhia, lá em cima...

Francisco: Obrigada pela força e pelos incontáveis (e sempre simpáticos) comentários.
Como disse no post, não sei se cá voltarei a escrever, mas é perfeitamente possível. Só não posso continuar nesta inconstância e falta de vontade de aqui estar; não se convidam pessoas para uma casa onde não nos sentimos confortáveis...

MaB said...

Volta, F.
Estás perdoada!:)

(e além disso, tenho saudades)

Lucas said...

Foi uma despedida perfeita! Mas volte, mesmo assim.

Francisca C. said...

MaB: Também tenho saudades; sim, talvez um dia; talvez faça disto um 'purgatório'...


Lucas: Obrigada.

Fernanda Picciarelli said...

talvez seja só um tempo;
acho que todos aqueles da alma perdida tem seu tempo, maio que uma reconstrução.
primeira vez que leio teus escritos e adorei.
você escreve com uma pureza insuportável.

www.doceinocenciamorta.blogspot.com

Marcos said...

Gostei desse inferno!

Anonymous said...

"O cada um que de um jeito pensa, / ou pensa que pensa, / caotiza o cenário onde você, / mal localizado, / certifica-se de não estar onde deveria. / Eles se entendem, / você desconfia."

http://mal-localizado.blogspot.com

Atualizações diárias

Luis said...

de vez em quando lembro-me disto aqui

sei que não é coisa que se diga, mas por vezes tenho saudades dos teus infernos

Francisca C. said...

Obrigada :)
Talvez volte um dia destes, talvez... ;)